terça-feira, 19 de maio de 2009

Ervas que espantam ratos

ERVAS QUE ESPANTAM RATOS

Menta e Hortelã
(Mentha piperita)

Seca, nas despensas, espanta ratos. Há vários tipos de hortelã, todos da família mentha. Picante, perfumada, descongestionante, ela é uma das estrelas da flora medicinal. Mais brandos, seus efeitos são semelhantes aos do óleo de eucalipto, dilatando os brônquios, aliviando principalmente os asmáticos em crises. Favorece a eliminação das secreções pulmonares. Fortifica os nervos e o coração. Seus efeitos calmantes e antiespasmódicos combatem dores abdominais e menstruais. Além disso, é digestiva e ajuda a interromper crises de vômito. Plantada perto de rosas, afasta pulgões.

#_#

Arruda

Por ser uma erva que exala um forte cheiro, espanta ratos.

A arruda (Ruta graveolens L, Ruta montana, Ruta sativa, Ruta hortensis, Ruta latifolia) é uma planta da família das Rutáceas.

Também é denominada como arruda-fedorenta, arruda-doméstica, arruda-dos-jardins, ruta-de-cheiro-forte.

Subarbusto muito cultivado nos jardins em todo o mundo, devido às suas folhas, fortemente aromáticas. Atinge até um metro de altura, apresentando haste lenhosa, ramificada desde a base. As folhas são alternas, pecioladas, carnudas, glaucas, compostas, de até 15 cm de comprimento. As flores são pequenas e amareladas. O fruto é capsular, de quatro ou cinco lobos, salientes e rugosos, abrindo-se superior e inteiramente em quatro ou cinco valvas.


ADVERTENCIA ACURANATURAL

1- Não utilize a mesma planta ou receita por mais de 15 dias seguidos. Procure outra com os mesmos efeitos e alterne o uso.

2- Evite o uso de recipientes de alumínio.

3- Prepare as receitas na quantidade certa para ser consumidas na hora. (A não ser quando recomendado).

4- Ressaltamos que toda receita alternativa tem o poder de acalmar e amenizar o problema, seja ele uma dorzinha de barriga ou uma grande enxaqueca. É importante sempre lembrar de anotar os seus sintomas e procurar ajuda médica periodicamente para os check-ups. Não nos responsabilizamos pela ingestão das ervas sem o devido acompanhamento terapêutico.

Nenhum comentário: