sexta-feira, 16 de março de 2012

ABSCESSOS - RECEITAS NATURAIS

ABSCESSOS – RECEITAS NATURAIS
Os remédios naturais não substituem a visita ao médico.
(Esses cuidados naturais não substituem os cuidados médicos)

DESCRIÇÃO: Tumor, ajuntamento de pus. Inchação causada por formação de pus ou acúmulo de pus numa cavidade.

CAUSAS: Deficiência do sistema imunológico, alimentação rica em gorduras (principalmente carne de porco), e diabetes.

PLANTAS QUE CURAM: Recomenda-se cataplasmas das seguintes plantas: açoita-cavalo (casca), assa-peixe ou mata-campo, arroz, bardana, borragem, cabaça ou porongo, calêndula, cardo-santo, cebola, cinamomo (folhas), erva-de-passarinho (fruto com farinha), erva dutra, jurubeba (folhas e frutos, uso interno), malva, melão-de-são-caetano, tuna, amora-do-mato (folhas), aipo com mel e farinha (emplasto), arrebenta-cavalo (aplicar fruto), copo-de-leite (bulbo amassado), vassourinha-do-campo (folhas picadas com sal, uso externo), pau-d’alho, sumaré.

ALIMENTOS:
1 - Inhame (ver receita 6)

2 – Adote a alimentação vegetariana, com cereais  integrais, saladas e frutas cruas. Evitar carnes, ovos, lacticínios e condimentos, por cerca de dez dias. Em cada refeição tomar 1 colher de sobremesa rasa de levedo de cerveja em pó, diluída em suco de frutas ou água, muito recomendável também em casos de  acne e dermatoses por avitaminose (pelagra etc).
Se for em comprimido, toma-se 2 em cada refeição. Monodieta de abacaxi, 1 dia por semana.
 
RECEITAS NATURAIS: 
1        - PASTA DE ARGILA
- 3 colheres de sopa de gengibre ralado.
- 10 colheres de sopa de aipim ralado.
- 5 colheres de sopa de inhame ralado.
- 1 xícara de vinagre de maçã natural.
Modo de fazer: Misture esses ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo mexendo sempre até formar uma pasta homogênea, deixe amornar na temperatura que a pele suportar. 
Aplicar diretamente na pele, deixe agir durante uma hora. 
Sugestão terapêutica dessa prática. 
Nos casos de torções, reumatismo, dores conseqüente de artrose, contusões, dores lombares e musculares, hérnia de disco, bico de papagaio, bursite, lesão por esforço repetitivo. 
Pode ser aplicado em locais onde tenha inflamação. Ex: sinusite, inflamação de amígdalas, tumores e outros processos inflamatórios.
    OBS: Não colocar diretamente sobre feridas e cortes.

2 – Aplicar sobre o local inflamado um pedaço de raiz fresca de alteia que deve ser substituído com freqüência. Esta planta é indicada ainda para o tratamento de gengivas irritadas, principalmente de crianças, bastando apenas morder e mastigar um pedaço de sua raiz fresca.

3 – Compressa local de argila com mel de abelhas, chá de malva, polpa de babosa e carvão vegetal em pó.

4 – Batata • Aplicar cataplasma quente local, de batata cozida e amassada.

5 – Cebola • Aplicar cataplasma local de cebola crua ralada.

6 – Inhame • Aplicar compressas de inhame cru ralado. Substituí-la a cada hora, durante quatro horas. Incluir na alimentação, cozido em vapor e temperado com azeite de oliva e sal.

7 – Alecrim • Chá das folhas (20 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

8 – Alfavaca • Chá das folhas (30 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

9 – Bardaria • Aplicar compressas locais das folhas maceradas. Substituir a cada 30 minutos.

10 – Boldo • Chá das folhas (30 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

11 – Jurubeba • Compressa local com o chá das folhas e raiz (100 g para 1 litro de água). Substituir a cada 30 minutos.

12 – Ferver por 30 minutos em 1 litro de água, 4 colheres de sopa de Quebra-pedra verde (erva-pombinha) ou 2 colheres de sopa desta mesma planta se ela estiver seca.
Usar a planta toda – raízes, talos e folhas.
Depois de ferver (sempre com a panela tampada!), tirar do fogo e deixar descansar 10 minutos.
Modo de Usar: De noite, antes de dormir, lavar com este chá as partes atacadas pelo ABSCESSO. Também serve para COCEIRAS, COMICHÕES, ECZEMA E DOENÇAS DE PELE EM GERAL.
Nos casos de feridas com pus (ABCESSO), além da lavagem com o chá, é bom colocar a erva cozida em cima da ferida e enfaixar levemente. Retirar no dia seguinte de manhã e renovar de noite. (300 Receitinhas Naturais Para Sua Saúde (Frei Raul de Lima Sertã).

13 – Lavar, enxugar e estender sobre um pedaço de gaze dobrada várias vezes, 1 punhado de PARIETÁRIA fresca (folhas e talos) (veja em http://observancias.blogs.sapo.pt/10100.html).
Bata com o cabo de uma faca ou soquete para sair o sumo. Coloque este suco sobre a ferida. Repetir até curar.
Serve para casos de furúnculos, chagas, abscessos.
(300 Receitinhas Naturais Para Sua Saúde (Frei Raul de Lima Sertã).

OUTROS TRATAMENTOS:

1 - Geoterapia • Compressa de argila com carvão vegetal.

2 - Hidroterapia
• Lavar os abscessos com água quente salgada durante 20 minutos, 2 vezes ao dia.
• Lavar os abscessos com o chá das folhas e raízes de assa-peixe (100 g para 1 litro de água).
Compressa quente local, com o chá das plantas. Alternar com cataplasma de argila e carvão vegetal. Nos horários já recomendados, ingerir água pura , de fonte natural, de preferencia gasosa.

3 - Mel de Abelhas • Aplicar cataplasma quente de mel, cebola ralada e farinha de mandioca, com duração de 2 horas.

FONTE DOS DADOS:
Plantas Medicinais (Livro) Irmão Cirilo Vunibaldo Körbes (1923-1996);
As plantas curam (Alfonsas Balbachas);
Medicina Alternativa de A a Z (Carlos Nascimento Spethmann);
300 Receitinhas Naturais Para Sua Saúde (Frei Raul de Lima Sertã).

Os remédios naturais não substituem a visita ao médico.
(Esses cuidados naturais Não substitui os cuidados médicos)

Veja também:
http://plantas-medicinais.net/abscessos-e-furunculos-causas-tratamentos-e-conselhos.html

ADVERTENCIA ACURANATURAL
1- Não utilize a mesma planta ou receita por mais de 15 dias seguidos. Procure outra com os mesmos efeitos e alterne o uso.
2- Evite o uso de recipientes de alumínio.
3- Prepare as receitas na quantidade certa para ser consumidas na hora. (A não ser quando recomendado).
4- Ressaltamos que toda receita alternativa tem o poder de acalmar e amenizar o problema, seja ele uma dorzinha de barriga ou uma grande enxaqueca. É importante sempre lembrar de anotar os seus sintomas e procurar ajuda médica periodicamente para os check-ups. Não nos responsabilizamos pela ingestão das ervas sem o devido acompanhamento terapêutico.

Nenhum comentário: