domingo, 4 de março de 2012

XAROPE DE BABOSA (ALOE VERA)

XAROPE DE BABOSA, MEL E ALCOOL. 

Indicado na profilaxia e tratamento de todos os tipos de câncer.

300 g de folhas de Babosa, recolhidas de plantas adultas, limpas a seco com pano e tiradas as espinhas laterais com faca, cortadas em pedacinhos e moídas no liquidificador junto com 300 g de mel e uma dose de 50 ml de uma bebida alcoólica forte (vodca). Inicialmente a mistura fica bastante espumosa. Esta espuma se dissolve após alguns dias pelas mexidas antes de cada ingestão.
Guardar bem fechado dentro da geladeira.

Modo de tomar: Antes das 3 refeições principais uma colher de sopa. Dependente da gravidade do caso, pode ser tomado em  período bastante prolongado.
Não tem contraindicação. Pode ser tomado até simultaneamente com qualquer outro medicamento ou tratamento. Indicado na profilaxia e tratamento de todos os tipos de câncer.

PS1: recomendo para melhores detalhes o livro “Babosa não é remédio, mas cura!“ do Frei Romano Zago.
PS2: “A Áloe vera Babadensis” com floração amarela e a “Áloe vera arborensis” com floração vermelha são as mais indicadas espécies para o tratamento contra o câncer. A primeira leva uma desvantagem por oxidar com mais facilidade, isto ocorre quando a mistura troca a cor verde escura para marrom. Por esta razão é melhor usar mais a “ Áloe vera arborensis” ou a mistura das duas espécies.

ADVERTENCIA ACURANATURAL
1- Não utilize a mesma planta ou receita por mais de 15 dias seguidos. Procure outra com os mesmos efeitos e alterne o uso.
2- Evite o uso de recipientes de alumínio.
3- Prepare as receitas na quantidade certa para ser consumidas na hora. (A não ser quando recomendado).
4- Ressaltamos que toda receita alternativa tem o poder de acalmar e amenizar o problema, seja ele uma dorzinha de barriga ou uma grande enxaqueca. É importante sempre lembrar de anotar os seus sintomas e procurar ajuda médica periodicamente para os check-ups. Não nos responsabilizamos pela ingestão das ervas sem o devido acompanhamento terapêutico.
Postar um comentário