quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Medicina alternativa de graça


Cresce a oferta e a procura na rede pública de saúde por procedimentos como fitoterapia e acupuntura, entre outros

POR CLARISSA MELLO

Rio - A procura de pacientes por tratamentos alternativos de saúde na rede pública — como fitoterapia, homeopatia, acupuntura e até técnicas da medicina tradicional chinesa — cresceu mais de 100% em todo o País nos últimos anos, segundo o Ministério da Saúde. Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam aumento de 120% nos serviços oferecidos no Rio de Janeiro de 2008 para o ano passado.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para a coordenadora nacional de práticas integrativas e complementares do Sistema Único de Saúde (SUS), Carmem de Simoni, é fundamental que a medicina alternativa seja oferecida na atenção básica dos municípios. A orientação, diz a especialista, é que o serviço seja prestado por médicos credenciados ao SUS para que não haja descontinuidade no atendimento.

“Com as portarias do ministério, os municípios que quiserem podem ter acesso aos fitoterápicos e homeopatia na lista de medicamentos, por exemplo. Isso é um avanço, e o Rio de Janeiro é um dos pioneiros nessas medidas. Porém, para fazer o procedimento, é necessário profissinal habilitado e não qualquer médico”, declara.

No Brasil, o número de procedimentos de práticas corporais chinesas (como Tai Chi Chuan e Pa Tuan Ching) cresceu 358% entre os anos de 2007 e 2008. Simoni lembra que exercícios corporais chineses voltados para os ossos e as articulações podem diminuir até o uso de anti-inflamatórios. A procura pela acupuntura no mesmo período aumentou 122%.

De acordo com o Ministério da Saúde, também houve aumento na busca por tratamentos a base de remédios homeopáticos, plantas medicinais e fitoterapia, além de termalismo (tratamento com água).

A partir de 2010, postos de saúde de todo o País poderão oferecer fármacos produzidos à base de alcachofra, aroeira, cáscara sagrada, garra do diabo, isoflavona da soja e unha de gato. Com isso, o número de fitoterápicos financiados pelo SUS passa de dois para oito.

No município do Rio de Janeiro, 67 pontos, entre postos de Saúde e hospitais, oferecem tratamentos com homeopatia, fitoterápicos, além de Tai Chi Chuan, auriculoterapia, Pa Tuan Ching e Yoga.

CONFIRA ALGUNS ENDEREÇOS

ACUPUNTURA
Barra - Hospital Lourenço Jorge; Botafogo - Policlínica Dom Hélder Câmara (R. Voluntários da Pátria, 136); Centro - Policlínica Oswaldo Cruz (Av. Henrique Valadares, 151); Copacabana - CMS João Barros Barreto (R. Tenreiro Aranha, s/n); Praça da Bandeira - Policlínica Hélio Pellegrino (R. do Matoso, 96); Santa Cruz: Policlínica Lincoln de Freitas Filho (R. Lopes de Moura, 46).

AURICULOTERAPIA
Catete - CMS Manoel José Ferreira (R. Silveira Martins, 161); Copacabana - CMS João Barros Barreto (R. Tenreiro Aranha, s/n); Penha - Policlínica José Paranhos Fontenelle (R. Leopoldina Rego, 700); Praça da Bandeira - Policlínica Hélio Pellegrino (R. do Matoso, 96,); Santa Tereza - CMS Ernani Agrícola (R. Constante Jardim, 8).

HOMEOPATIA
Centro - PAM Antônio Ribeiro Neto (Av. Treze de Maio, 23 ); Gávea - Hospital Miguel Couto; São Cristóvão - CMS Ernesto Zeferino Timbau (Av. do Exército, 1); Vila Isabel - Hospital Jesus (Av. Oito de Dezembro, 717 ).

FITOTERAPIA
Ilha do Governador - Policlínica Newton Alves Cardoso (Rua Combu, 191); Maracanã - Instituto Oscar Clark (R. General Canabarro, 345 ); Santa Tereza - CMS Ernani Agrícola (R. Constante Jardim, 8).

SHIATSU
Centro - Policlinica Oswaldo Cruz (Av. Henrique Valadares, 151); Copacabana - CMS João Barros Barreto (Rua Tenreiro Aranha,s/n); Santa Tereza - CMS Ernani Agrícola (R. Constante Jardim, 8).

PA-TUAN-CHING
Bangu - CMS Waldyr Franco (Praça Cecília Pedro, 60); Campo Grande: CMS Belizário Pena (Rua Franklin, 29).

ADVERTENCIA ACURANATURAL

1- Não utilize a mesma planta ou receita por mais de 15 dias seguidos. Procure outra com os mesmos efeitos e alterne o uso.

2- Evite o uso de recipientes de alumínio.

3- Prepare as receitas na quantidade certa para ser consumidas na hora. (A não ser quando recomendado).

4- Ressaltamos que toda receita alternativa tem o poder de acalmar e amenizar o problema, seja ele uma dorzinha de barriga ou uma grande enxaqueca. É importante sempre lembrar de anotar os seus sintomas e procurar ajuda médica periodicamente para os check-ups. Não nos responsabilizamos pela ingestão das ervas sem o devido acompanhamento terapêutico.